Correia Dentada, quando trocar?

Nem todos são muito ligados em seu próprio automóvel. Com isso, algumas peças só são lembradas quando apresentam algum tipo de problema e necessidade extrema de manutenção, é o caso da correia dentada. E, com a correia, existe um agravante: ela só sai do lugar ou arrebenta com o veículo em movimento. Ou seja, podendo causar paradas inesperadas, em momentos pouco favoráveis e lugares quase sempre impróprios!

Os problemas com a correia sincronizada – nome oficial da peça – impedem que o motor dê a partida.

O problema é evitado com a realização de manutenção preventiva. Manter o automóvel rodando com a correia arrebentada acarreta em problemas nas válvulas e nos pistões. E pode, inclusive, em casos graves, danificar o cabeçote. Se isso acontecer, o motor tem de ser retificado. Os prejuízos com esses problemas podem ultrapassar os dois mil reais. Enquanto isso, a troca da correia atinge cerca de 10% desse valor.

A peça é a responsável por realizar o sincronismo do virabrequim e do comando de válvulas. Podemos dizer que a correia dentada rege a sinfonia do motor de um carro. Quando há rompimento dessa peça, se torna impossível o funcionamento do motor já que válvulas, câmaras e pistões batem desordenadamente.

Como é recomendado, costumeiramente deve ser feita consulta ao manual do proprietário para saber com maior precisão quando é o momento certo para a realização da troca da correia. Normalmente, a vida útil beira os 50 mil quilômetros. Porém, recomenda-se que seja feita uma verificação a cada 15 mil quilômetros rodados para inspecionar as condições da correia dentada.

Fique de olho

Em caso de carros acostumados a enfrentar áreas tomadas por terra e lamaçais, que degradam e sujam mais rapidamente a peça, diminui o tempo para essa verificação e, possivelmente, também será menor o número de quilômetros percorridos antes da troca.

Tenha certeza de que as bordas e a parte interior da correia mantenham-se em boas condições, sem maiores desgastes ou sinais de fragmentação ou de rachaduras. Outro ponto para ficar atento é a tensão da correia, que não pode ficar nem frouxa, nem esticada demais. E, claro, mantenha o controle sobre a limpeza, evitando excesso de graxa ou óleo.

Na hora de trocar verifique, também, as polias e confira se elas não têm algum tipo de desgaste ou desalinho, o que indica a necessidade de troca delas também.

Para ficar tranquilo, realize a manutenção preventiva e a troca de correia dentada com os especialistas.

Dica: DRS Car

Dia Internacional da Mulher

Nós do Grupo Gagliardi parabenizamos todas as Mulheres e que definitivamente seus objetivos, direitos e igualdade sejam alcançados!

É celebrado em 08 de março o Dia Internacional da Mulher, data que acabou sendo símbolo das conquistas que as mulheres efetivaram no século XX.

Na maioria dos países, realizam-se conferências, debates e reuniões cujo objetivo é discutir o papel da mulher na sociedade atual. O esforço é para tentar diminuir e, quem sabe um dia terminar, com o preconceito e a desvalorização da mulher. Mesmo com todos os avanços, elas ainda sofrem, em muitos locais, com salários baixos, violência masculina, jornada excessiva de trabalho e desvantagens na carreira profissional. Muito foi conquistado, mas muito ainda há para ser modificado nesta história.

Conquistas das Mulheres Brasileiras

Podemos dizer que o dia 24 de fevereiro de 1932 foi um marco na história da mulher brasileira. Nesta data foi instituído o voto feminino. As mulheres conquistavam, depois de muitos anos de reivindicações e discussões, o direito de votar e serem eleitas para cargos no executivo e legislativo.

Marcos das Conquistas das Mulheres na História

– 1788 – o político e filósofo francês Condorcet reivindica direitos de participação política, emprego e educação para as mulheres.

– 1840 – Lucrécia Mott luta pela igualdade de direitos para mulheres e negros dos Estados Unidos.

– 1859 – surge na Rússia, na cidade de São Petersburgo, um movimento de luta pelos direitos das mulheres.

– 1862 – durante as eleições municipais, as mulheres podem votar pela primeira vez na Suécia.

– 1865 – na Alemanha, Louise Otto, cria a Associação Geral das Mulheres Alemãs.

– 1866 – No Reino Unido, o economista John S. Mill escreve exigindo o direito de voto para as mulheres inglesas.

– 1869 – é criada nos Estados Unidos a Associação Nacional para o Sufrágio das Mulheres.

– 1870 – Na França, as mulheres passam a ter acesso aos cursos de Medicina.

– 1874 – criada no Japão a primeira escola normal para moças.

– 1878 – criada na Rússia uma Universidade Feminina.

– 1893 – a Nova Zelândia torna-se o primeiro país do mundo a conceder direito de voto às mulheres (sufrágio feminino). A conquista foi o resultado da luta de Kate Sheppard, líder do movimento pelo direito de voto das mulheres na Nova Zelândia.

– 1901 – o deputado francês René Viviani defende o direito de voto das mulheres.

– 1951 – a OIT (Organização Internacional do Trabalho) estabelece princípios gerais, visando a igualdade de remuneração (salários) entre homens e mulheres (para exercício de mesma função).

Você sabia?

No Brasil, comemoramos em 30 de abril o Dia Nacional da Mulher.

– Hattie Mcdaniel foi a primeira atriz negra a ganhar uma estatueta do Oscar. O prêmio, recebido em 1940, foi pelo reconhecimento de sua ótima atuação como atriz coadjuvante no filme ” E o vento levou …”.

Fonte: suapesquisa.com

Evite danos da maresia no carro

Os motoristas do litoral brasileiro já estão acostumados com uma fina névoa úmida e salgada vinda do mar. A famosa “maresia” é uma grande vilã dos veículos, pois causa a corrosão de objetos metálicos, podendo até enferrujar a lataria do automóvel. Para evitar problemas, confira algumas dicas: após o período na praia, verifique se os terminais de bateria, conectores elétricos, filtros de ar e equipamento de lubrificação estão livres de água e areia.

Durante a estadia no litoral, tente guardar seu carro num lugar coberto e fechado durante a noite. Caso permaneça na praia por mais de 15 dias, encaminhe seu carro para lavagem especial. Os resíduos de areia e sal podem romper as coifas do amortecedor, comprometendo o desempenho da suspensão do veículo. Portanto, a manutenção na caixa de direção e nos amortecedores é sempre importante.

Fonte: http://mobil.cosan.com

Abandono de veículos gera transtornos.

Pneus murchos, vidros quebrados, carroceria empoeirada.

Além da poluição visual, os veículos abandonados ocupam vagas que poderiam ser utilizadas por outras pessoas.

De tanto tempo que estão ali, já fazem parte do cenário e, algumas vezes, até acabam ignorados por moradores próximos.

Além de ocuparem espaço, os veículos são potenciais criadouros do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, febre chikungunya e do zika vírus. Alguns ainda atraem usuários de drogas, que assustam as pessoas que moram ou transitam nas proximidades.

Denuncie, entre em contato com o órgão responsável de sua cidade, você estará contribuindo com uma cidade limpa e organizada.

Um controle adequado de manutenção de tratores agrícolas corresponde a cerca de 50% de economia do custo total da produção

A manutenção de tratores agrícolas pode ser realizada de duas formas: em caráter corretivo ou em caráter preventivo. O modo corretivo consiste em fazer a reparação da máquina, quando ocorre uma falha. O método preventivo consiste em executar diversos cuidados periódico visando prolongar a vida útil dos componentes da máquina, além de favorecer condições satisfatórias de funcionamento.

Um controle adequado de manutenção, além de favorecer a vida útil das máquinas e reduzir as possibilidades de falha, oferece subsídios para a realização de estudos econômicos acerca do uso de máquinas, o que corresponde a cerca de 50% de economia do custo total da produção.

No inicio do desenvolvimento dos motores de combustão interna, a lubrificação era feita apenas por  meio de óleos minerais, sem qualquer uso de aditivo. Os períodos entre as trocas eram curtos, o que fazia com que os motores necessitassem de frequentes desmontagens para limpeza.

A introdução dos primeiros aditivos detergentes, em forma de sabões metálicos, resultou em melhorias significativas quanto à limpeza interna dos motores. À medida que os óleos foram se tornando mais eficientes, surgiram também motores mais modernos, com maior potência, usando menos óleo lubrificante.

Conheça agora os principais cuidados em uma manutenção periódica:

  • verificação do nível de óleo lubrificante do motor;
  • drenagem do pré-filtro e do filtro de combustível;
  • verificação do nível de água no radiador;
  • verificação do funcionamento dos faróis, das lâmpadas de freio e das indicadoras existentes no painel;
  •  lubrificação geral de partes do trator com graxa;
  • abastecimento do tanque de combustível ao final de cada jornada de trabalho;
  • limpeza do filtro de tela na entrada da bomba alimentadora;
  • verificação do nível de óleo da direção hidráulica;
  • reaperto geral de porca;
  • verificação da tensão da correia do ventilador;
  • verificação do nível de solução da bateria, entre outros.

A moto ideal para viajar

Qualquer um que planeje viajar longas distâncias com uma moto precisa saber muito bem a diferença entre motos para viagem e as de uso diário (as que escolhemos como meio primário de transporte). Viajar bem é uma mistura da escolha certa da moto, roupas e acessórios que você vai utilizar.

Hoje, as motos de asfalto no mercado são classificadas como touring, sport touring, standard, cruiser, adventure, big trail e sport. Todas as motos nessas categorias aguentam percorrer grandes distâncias, mas as motos sport e adventure certamente não são as melhores. Considere as motos usadas. Além do preço mais baixo, os arranhões mostram que elas realmente aguentam qualquer viagem.

Vamos analisar as cinco categorias que nos restaram.

Motos Standard

É a moto para todas as situações. Você pode pilotar uma standard na cidade, na estrada, numa viagem longa ou no trajeto diário para o trabalho. É fácil adaptar uma standard para qualquer uma dessas situações, sem acabar com sua versatilidade.

Elas são motos básicas e podem ser otimizadas de acordo com a necessidade de quem as pilota. Para essa categoria de moto, os acessórios mais usados para viagem são um banco para touring, para-brisas, alforjes, bagageiro e um encosto de garupa.

Cruisers

As primeiras cruisers foram baseadas nas choppers: a categoria menos prática para viagens de motos. Mas elas evoluíram para um modelo mais adaptado à estrada, com motor e suspensão modernos. Viraram motos práticas e estilosas.

Uma das vantagens das cruisers é a altura do assento que possibilita pilotos baixos alcançarem o chão com facilidade e torna mais fácil o embarque de passageiros. São facilmente equipadas para viagens e algumas já vêm de fábrica com os acessórios certos.

Sport Touring

Outra classe de motos extremamente versátil é a das sport touring. Algumas delas são desenhadas especialmente para viagens, mas a maioria são motos sport modificada com o garfo dianteiro reforçado, alforjes de fábrica, uma carenagem mais ampla, para-brisas mais altos e um assento com posição mais confortável.

Essas modificações tornaram as motos Sport touring muito mais confortáveis do que a Sport.

Big Trail

Além de encarar terrenos off Road de menor dificuldade e ser uma boa pedida pra cidade, as big trails também não fazem feio na estrada! Todos os acessórios de viagem são disponíveis para modelos dessa classe.

Touring

São perfeitas para essa finalidade, oferecendo conforto, proteção e capacidade de carga. Isso a torna superior a todas as classes anteriores para uma longa e confortável viagem de moto.

Se você planeja viajar longas distâncias, em todas as estações do ano, você deve considerar seriamente uma moto para touring. A maioria dessas motos é grande, têm muito espaço para carga, passageiro e tanque de combustível com mais capacidade. Elas têm um sistema elétrico robusto, capaz de fornecer energia para roupas com aquecimento, luzes de direção e todos os acessórios que você imaginar.

Conclusão

Na hora da viagem, uma das maiores vantagens do motociclista, comparado ao motorista de carro, é a visibilidade. Na moto, é possível apreciar a paisagem e ter uma visão geral do trânsito.

Isso, em conjunto com a moto certa, pode tornar a viagem de moto muito segura e prazerosa. A verdade é: quem viaja de moto aproveita muito mais do que qualquer um na estrada!

Fonte: goo.gl/EezUuW

Como cuidar do seu carro na cor preta

Nem todas as pessoas sabem como devem cuidar de carros na cor preta, alguns procedimentos simples podem ajudar a mantê-lo belo.

Quem tem carro na cor preta sabe que não é fácil mantê-lo sempre limpo. Apesar das pessoas acharem que o preto disfarça a sujeira, isso não ocorre, pois acaba se sujando de uma maneira ou de outra e ainda deixando marcas. Por conta disso existem alguns cuidados que podem evitar problemas de riscos, queimaduras de sol, manchas causadas por sereno ou qualquer outro tipo de problema mais grave que venha a acontecer.

Evite desgaste do sol e sereno

Existem pessoas que nunca cuidam de seus carros em nenhuma das estações do ano. Acham que só precisam lavar às vezes e está tudo bem. Na verdade, não é assim. Quando um carro preto não é lavado corretamente com os itens adequados é normal que ele estrague e fique com o verniz queimado. Quando isso acontece, normalmente, o carro fica totalmente descaracterizado. Para evitar que isso aconteça é importante que você utilize cera adequada para mantê-lo sempre limpo, além de manter a pintura original e evitar que o desgaste do verniz atinja todas as partes de seu veículo. Por isso tenha sempre cera, estopas e, ao menos uma vez por mês, faça uma lavagem com ela.