A IMPORTÂNCIA DA CALIBRAGEM CORRETA DOS PNEUS

A expressão “calibrar”, significa regular a pressão dos pneus através da insuflação forçada de ar até o valor indicado pelo fabricante.

Todos nós sabemos que as condições de tráfego de boa parte das estradas brasileiras são muito ruins e isso se reflete diretamente na vida dos pneus do seu carro. Buracos e outras deformações das estradas contribuem muito na causa de danos graves aos pneus. Quando os pneus passam por obstáculos acabam sofrendo uma forma compressão contra a roda e assim os flancos são deteriorados.

Quando esses danos são ocasionados em altas velocidades podem resultar em avarias capazes de comprometer a segurança dos ocupantes do veículo, situação está que pode levar inclusive à perda do controle da direção. A dica para garantir a saúde e o bem-estar dos seus pneus é trafegar em baixa velocidade e com os pneus calibrados e alinhados.

Muitos acidentes de trânsito são ocasionados pelo fato de os pneus estarem com a pressão do ar muito abaixo da ideal.

Porque isto ocorre? Ao fazer uma curva, o carro fica sujeito a uma força que tenta deslocá-lo para o centro da mesma chamada de “força centrífuga”. O que faz o carro ficar na pista é o atrito da banda de rodagem dos pneus com a superfície do asfalto. Se os pneus estiverem gastos (lisos) o carro pode ser deslocado numa direção resultante às forças aplicadas sobre o movimento do carro, vindo a sair da pista. Se a pressão dos pneus estiver baixa, eles podem se deformar a ponto de perderem completamente a resistência mecânica lateral, vindo a sair do encaixe das rodas aumentando assim, o risco de capotagem.

A Calibragem

A calibragem correta dos pneus ajuda o carro a suportar a carga e a velocidade máxima atingida pelo veículo. Pneus calibrados também permitirá que haja uma economia da energia mecânica do motor. Se o carro estiver com a calibragem 20% menor que a estipulada, o carro fatalmente gastará cerca de 2% a 4% a mais de combustível. Quando a pressão dos pneus está muito baixa é possível perceber na rotação do volante numa manobra, por exemplo, pois ele fica mais enrijecido, isto é, você tem que fazer mais força para esterçar as rodas.

Por Dentro da Calibragem

As empresas fabricantes de pneus recomendam que a calibragem seja feita de 15 em 15 dias. A calibragem deve ser sempre realizada com os pneus frios, ou seja, você pode providenciar a calibração num posto de serviço logo pela manhã

Se você perceber que os pneus do carro perdem a pressão muito antes de 15 dias é aconselhável investigar imediatamente a causa. Em geral o problema é causado por perda de ar que pode ser corrigido. Essa perda de pressão pode ser um sinal de que existe um ponto de fuga de ar que pode ter sido provocado por um furo, um vazamento na região da válvula ou então através de uma deformação na roda.

Por mais estranho que pareça é provável que você tenha que reduzir a pressão dos pneus dependendo do tipo de terreno que você irá passar e também as condições do tempo. Podemos dizer que, de uma forma geral, cada tipo de terreno e as diferentes condições do tempo exigem calibragens específicas para os pneus do carro.

Quando você pretende rodar com o carro num terreno rochoso é importante manter a pressão indicada para a estrada. No caso de rodar num terreno como areia é mais indicado que você reduza a pressão dos pneus para que seja possível aumentar o contato com o solo bem como a tração.

Para rodar em terrenos com muita lama também é indicado que seja feita uma redução da pressão para que haja o aumento da tração. Se o seu carro ficar atolado na lama, a diminuição da pressão dos pneus vai fazer com que seu carro saia com mais facilidade do lamaçal.

Uma coisa muito importante é nunca reduzir a pressão do ar quando os pneus estão quentes e jamais deixar de calibrar o estepe, pois nunca se sabe quando ele será necessário. Se o seu pneu estiver velho não pense duas vezes e troque o mesmo, pois isso é bem arriscado.

Outra coisa muito importante no uso dos pneus é o rodízio dos mesmos conforme plano de remanejamento que deve estar sendo explicado no manual do seu carro.

Consulte sempre um especialista!

Fonte: Internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *